Disque 9 sai do nosso bolso

NetTop Cape 7 um minicomputador completo
14/08/2012
siri features
Siri – Novo estágio do namoro entre máquinas e gente
09/03/2013

A cidade de São Paulo foi premiada com a inserção de um número extra em todos os celulares da região com DDD 11.
Esta decisão, como sempre, foi tomada sem pensar nos custos e problemas para as pessoas e empresas da cidade.
Esta situação era muito comum na época do monopólio da telefonia no Brasil, mas ninguém imaginaria que se repetiria em tempos de Agências Reguladoras como a ANATEL.

No passado, estas mudanças de telefone sem consulta e sem uma boa antecedência, afetava imediatamente a população e empresas que perdiam contato pois os novos números nem sempre seguiam um critério lógico.

Outro prejuízo era com material impresso como cartões de visitas, papeis timbrados, envelopes, mas também gerava impactos nos investimentos em anúncios de jornal, revista e aqueles custos anuais de guias do tipo Páginas Amarelas. Não é comum que empresas divulguem celulares em impressos, mas para os pequenos e micros é a regra.

Hoje, além destes problemas, temos outros custos associados a estas mudanças autoritárias, são milhares de sistemas online ou internos que estavam preparados para receber os caracteres relativos ao código do país, DDD e os 8 dígitos dos telefones celulares, que precisam ser modificados, uma manutenção em vários pontos dos sistemas e em seus bancos de dados, com a peculiaridade de acontecer apenas em São Paulo e não valer para aparelhos Nextel e celulares via Radio!

As páginas na Internet também vão apresentar defeito, alguns sites em formato texto são mais fáceis de alterar, mas imagens e páginas em Flash estão dando trabalho. No caso dos  formulários de contato vão impedir que a pessoa coloque o telefone celular completo ficando um campo sem validade, e no lugar das Páginas Amarelas temos o Google e agregadores que vão ficar desatualizados por meses.

Ao cidadão cabe alterar sua agenda de telefones, algo simples para uma parcela da população, mas um esforço grande para muita gente.

É mais um item no custo Brasil que poderia ser minimizado com planejamento e respeito, a Resolução n.º 553/2010 da Anatel prevê o nono dígito em outras regiões do Brasil, mas não diz onde nem quando!

 

1 Comentário

  1. Patricia Nunes disse:

    Realmente, mudei toda a minha agenda a mão, fora os telefones errados que aparecem nos sites, muito legal a materia.

Deixe uma resposta